background image

Consagrados ao Coração

de Maria desde 1967

Adopte uma Irmã na oração

Já pensou na possibilidade de adoptar uma irmã, uma religiosa? 

 

Adopte uma religiosa na Oração

 

REZE DIARIAMENTE POR UMA RELIGIOSA

 

 

Adopte uma Irmã na oração. Clique aqui »

Após fazer o pedido, enviar-lhe-emos esta pagela com uma oração e o nome da religiosa, por quem fica comprometido a rezar.

 

Esta irmã também rezará por si e pelas suas intenções.

 

 

 

SIM, COMPROMETO-ME A “ADOPTAR UMA IRMÔ FILHA DA RESSURREIÇÃO ATRAVÉS DA ORAÇÃO.

 

 

Peça aqui, gratuitamente, a sua pagela de oração »

 

A Congregação das Filhas da Ressurreição tem sido abençoada com inúmeras vocações ao longo de 47 anos de existência. São jovens congolesas e ruandesas, hutus e tutsis respectivamente, dispostas a viver, orar e trabalhar em conjunto, e assim ajudar na reconciliação de antigos inimigos. Estas irmãs debatem-se todos os dias com a própria sobrevincia. Elas trabalham muito para os outros e quase sempre esquecem-se de si próprias. A sua subsistência só é possível graças à generosidade dos benfeitores da AIS.  Apoie as Filhas da Ressurreição » 

 

 

DIVULGUE ESTA CORRENTE DE ORAÇÃO PELOS SEUS AMIGOS!

 

Relatório | Especial Filhas da Ressurreição » Veja aqui as fotos deste projecto » Vídeo |Especial Filhas da Ressurreição » Dê um donativo »

 

Comentários:

Maria José Garcia
Por favor vejam este vídeo todinho. Agora digam-me, quando nós portugueses, reclamamos, muitas vezes com montes de razão, se nos pusermos um pouco na pele deste povo que nem a reclamar tem direito. Dentro do que nos fôr possivel, vamos ajudar a AIS que é a unica Fundação que fará chegar lá a nossa contribuição, pois esta Fundação está em campo onde a ajuda é necessária.Poderá ser uma gota de água no oceano, mas o oceano fica mais pobre sem essa gota... Vamos lá.

 
Maria José Garcia
Dói-me tanto saber que as religiosas que lá estão, são mortas, sem dó nem piedade, só e unicamente por fazerem o bem. Vamos perder uns minutos da nossa vida atribulada e atarefada e pensar sobre o que se viu neste vídeo. Pergunto, e se nos calhasse a nós, o gostaríamos que nos fizessem? Podem-me dizer que nós também cá temos situações muito preocupantes e que nos deveriamos debruçar sobre isso também.. É verdade. Mas será que não podemos ajudar nem que seja um bocadinho? Desculpem de eu insistir. Bem Hajam.

Mês:
 

Um Musical a não perder!


08-06-2017

catalogo