background image

Consagrados ao Coração

de Maria desde 1967

Detalhe

9-8-2017

Nigéria: O bispo da diocese afectada informa a AIS que o balanço é de 13 mortos e 26 feridos


"Não tenho nenhum motivo para pensar que se trata de um atentado contra a Igreja". Numa conversa telefónica com a Fundação AIS (Ajuda à Igreja que Sofre), D. Hilary Odili Okeke, Bispo de Nnewi, falou sobre o trágico incidente que teve lugar na sua diocese, dentro da igreja de São Felipe em Ozubulu, na manhã do passado Domingo.

Durante a missa das seis da manhã, alguns homens armados abriram fogo no interior da igreja católica. "Algumas pessoas morreram no interior da igreja enquanto outras faleceram no hospital ou na ambulância a caminho do hospital. Por enquanto, o balanço é de 13 mortos e 26 feridos", informou o bispo.

Segundo D. Okeke, a tragédia está relacionada com questões de carácter local e não deve ser interpretada de maneira nenhuma como um acto terrorista. "Não tenho nenhum motivo para pensar que por detrás deste atentado esteja o Boko Haram ou outro grupo. Não creio que tenha sido um ataque contra a Igreja, mas simplesmente um ataque dentro de uma igreja".

Logo após o atentado, o bispo visitou os feridos e os seus familiares no hospital. "Reuni-me com cada um deles e procurei consolá-los. Disse a todos para continuarem a confiar em Deus. Este tipo de coisa pode acontecer a qualquer um em qualquer momento. Nós só podemos confiar tudo nas mãos de Deus e seguir a Sua vontade".

Este incidente dentro de uma igreja alarmou a comunidade local. No sul da Nigéria, maioritariamente cristão, não costuma haver este tipo de atentados. "Existe uma grande preocupação, no entanto, ontem participaram muitas pessoas na missa que celebrei na Igreja de São Felipe".

Um pouco antes de começar a celebração chegou o telegrama do Papa Francisco. "Foi uma grande surpresa, não esperava receber uma mensagem do Santo Padre. Li-a imediatamente aos meus fieis, que ficaram profundamente impressionados pela proximidade do pontífice, que lhes transmitiu consolo num momento tão trágico".

Agora, o Bispo Okeke está empenhado em organizar a ajuda aos feridos e às famílias enlutadas, mas pede ajuda a todos os cristãos do mundo. "Antes de mais nada, pedimos aos nossos irmãos na fé que rezem por nós, pelas vítimas e inclusive pelos atacantes. Esta é a primeira coisa que pedimos: oração, oração, oração".

Fundação AIS | info@fundacao-ais.pt

 

OBSERVATÓRIO: Nigéria

 






*Sem Comentários
deixar comentario
Mês:
 

CONCERTO MARIANO | FÁTIMA | 13 SETEMBRO


13-09-2017

catalogo