background image

Do “Estado Islâmico” à Europa desencantada – Desafios à Liberdade Religiosa

Conferência

Do “Estado Islâmico” à Europa desencantada – Desafios à Liberdade Religiosa


14-01-2015 , 14-01-2015

Debate e apresentação formal do Observatório para a Liberdade Religiosa (OLR)

 

A directora da Fundação AIS em Portugal, Catarina Martins, vai participar, em Lisboa, num debate organizado pelo Observatório para Liberdade Religiosa (OLR).

“Do ‘Estado Islâmico’ à Europa desencantada – Desafios à Liberdade Religiosa”, é o tema proposto pelo OLR que irá, na ocasião, fazer a apresentação formal do seu próprio projecto, com quem, aliás, a Fundação AIS estabeleceu já uma parceria de colaboração.

 

> 14 de Janeiro

> 18.30H

Junta de Freguesia da Misericórdia (Lg. Dr. António de Sousa Macedo, 7D - ao fundo da Calçada do Combro)


Participarão ainda representantes das comunidades judaica, islâmica e cristãs minoritárias no nosso país, assim como o jornalista José Milhases e Catarina Martins.

 

Esta Conferência será antecedida pela apresentação formal do projecto Observatório para a Liberdade Religiosa, com a presença dos seus fundadores e coordenadores, bem como algumas instituições e investigadores com quem a OLR já estabeleceu parceria.


Entre as instituições parceiras do OLR salienta-se a Associação Internacional para a defesa da Liberdade Religiosa, a Fundação AIS, o Centro Nacional de Cultura e a Câmara Municipal de Lisboa.

 

Veja aqui o breve vídeo »

 

O que aconteceu nos últimos dias em Paris será também analisado neste debate.

 

O Islão foi insultado mais uma vez por terroristas que abusam do seu nome. A confirmarem-se as suspeitas e os indícios, esta barbárie veio reforçar a importância da defesa da Liberdade, de todas as liberdades, sobretudo de expressão e de crença.

O atentado em Paris será um marco na história. Face às circunstâncias sociais, culturais e políticas de França, e aos muitos sinais preocupantes um pouco por toda a Europa, podemos estar a assistir ao dealbar de um período difícil e desafiante para os Direitos Humanos.

A acção confunde o mundo. O mundo que é movido pela religião. E o outro, que não percebe a religião. A acção envergonha o mundo. E mostra a face negra do abuso desumano da religião. O atentado traduz a fraqueza de uma minoria, que procura pela força aquilo que não consegue pela razão e pela fé.

 (retirado do comunicado da OLR)

 

 

COMPAREÇA! DEBATE ABERTO AO PÚBLICO.




 
comentarios
 
Nome:
Jose Almeida
Comentário:
Nada pode sobrepor-se à vida. A religião, politica e desporto, deve ser um ponto de vista plural. Podem haver vários caminhos, mas todos nos levam a Deus, seja Deus cristão, muçulmano, maoista etc, porque Deus é único e Universal. Deus é Criador, não é demolidor. Todos somos poucos para orar a Deus. Não à violência, nem à destruição. Não há Liberdade utilizada para humilhar outras culturas, nem tudo serve para se ligar à liberdade, porque cada um tem seu espaço para a sua liberdade, não se deve restringir a dos outros. Em nome de Deus único e Universal, amamo-nos e respeitamo-nos uns aos outros. Bem hajam
 
Nome:
UM SOFREDOR
Comentário:
NÃO ENTENDO MUITO DE POLÍTICA. FICA-ME A IDEIA DE QUE PARECE QUERER BRANQUEAR-SE OS ACONTECIMENTOS, RECENTEMENTE NOTICIADOS. NALGUNS CASOS, REPETIÇÃO DE OUTROS SEMELHANTES. BUSCAM-SE ACONTECIMENTOS DE MUITOS ANOS ATRÁS. CONSTROEM-SE ARGUMENTOS. DIZEM QUE O ASSUNTO NÃO É RELIGIOSO, MAS, O QUE VEMOS SÃO ATAQUES E PERSEGUIÇÕES CONSTANTES AOS CRISTÃOS. EM PORTUGAL RETIRARAM-SE OS CRUCIFIXOS DAS ESCOLAS, MAS, REAGIRAM MUITO MAL, CÁ, QUANDO EM FRANÇA FOI PROIBIDO O USO DO VÉU, NAS ESCOLAS. PARECENDO SEMELHANTE, É BEM DIFERENTE. SE O PROBLEMA FOSSE, COMO DISSE UMA JOVEM NA RTPI, PROBLEMA DE INTEGRAÇÃO, NÃO IAM DIREITINHOS AO JORNAL. NÃO ERA A 1ª VEZ. SOU A FAVOR DA LIBERDADE DE EXPRESSÃO. NÃO SOU TANTO, QUANDO ABUSAMOS DESSA MESMA LIBERDADE.
 
Nome:
ANTÓNIO SILVA
Comentário:
A NÓS, CRISTÃOS, RESTA-NOS REZAR, REZAR MUITO E COM MUITA FÉ. OUVIMOS NOS CANAIS DE TELEVSÃO, FLAR DE MUITAS COISAS, MAS NÃO SE DIZ O QUE RALMENTE ACONTECE, POR CAUSA DE QUE ACONTECE. OS PROBLEMAS SÃO SEMPRE OS MESMOS. OS CULPADOS SÃO SEMPRE OS OUTROS, AS RAZÕES SÃO SEMPRE AQUELAS QUE MAIS JEITO NOS DÃO. DIZIA-ME UM MESTRE, DE POUCO SABER ESCOLAR: OLHA PARA UM ESPELHO, DIZ O QUE ENTENDERES E PERGUNTA AO ESPELHO: EU SOU ISSO TUDO? SEREMOS CAPAZES DE O FAZER? TERMINAVA COM ESTA MÁXIMA, QUE AINDA TENTO PRATICAR: NÃO FAZER AOS OUTROS O QUE NÃO GOSTÁVAMOS NOS FIZESSEM A NÓS. EU FAÇO AOS OUTROS O QUE GOSTARIA ME FIZESSEM A MIM! ANTÓNIO SILVA
 
deixar comentario
 

OBSERVATÓRIO:

 
Mês:
 

RETIRO ESPIRITUAL | JULHO


12-07-2019

catalogo