background image

JORNADA MUNDIAL DE ORAÇÃO E JEJUM PELA PAZ NO MUNDO COM O PAPA FRANCISCO

Corrente de Oração

JORNADA MUNDIAL DE ORAÇÃO E JEJUM PELA PAZ NO MUNDO COM O PAPA FRANCISCO


23-02-2018 , 23-02-2018

Um dia de "não indiferença" e jejum pela paz no Congo e no Sudão

 

A pedido do Papa Francisco assinala-se hoje, em todo o mundo, um dia particular de atenção e de reflexão sobre a realidade dos países que vivem em guerra, em particular, as vítimas dos países do Sudão do Sul e da República Democrática do Congo.
 
A Fundação AIS juntou-se à iniciativa da Cáritas Portuguesa, de promover a Oração da Via Sacra com os povos martirizados da República Democrática do Congo e do Sudão do Sul (descarregue o PDF) , no âmbito do pedido do Papa Francisco para o dia de hoje.

“Perante o trágico arrastamento de situações de conflito em diversas partes do mundo, convido todos os fiéis para uma jornada especial de oração e jejum pela paz, a 23 de Fevereiro, sexta-feira da primeira semana da Quaresma”, anunciou Francisco. “Como noutras ocasiões similares, convido os irmãos e irmãs não-católicos e não-cristãos a associarem-se a esta iniciativa, das formas que julgarem mais oportunas, mas todos juntos”, acrescentou.

A República Democrática do Congo e o Sudão do Sul têm estado no centro de vários apelos do Papa Francisco, apelando a que a que se quebre o silêncio sobre a forma de vida destes dois países e das suas populações que são vitimas directas de decisões politicas que levam ao confronto e que condicionam a vida das populações.

Actualmente na Rep . Dem. do Congo, mais de 3 milhões de pessoas vivem com fome e mais de 400 mil crianças sofrem de má nutrição. Também no Sudão do Sul a instabilidade política e a violência têm sido generalizadas no Sudão do Sul nos seis anos de independência acordo com o Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários (UNOCHA), o conflito político, agravado por problemas económicos e secas, causou deslocações em massa, violência e escassez de alimentos. 4,8 milhões de pessoas precisam de ajuda e, até março de 2018, estima-se que 5,1 milhões de pessoas continuem a passar fome.

A indiferença não só torna mais dolorosa a situação destes povos, como um dia terá consequências nas nossas próprias vidas.
 
Oração pela Rep. Dem. Congo
 
 

Com a participação das seguintes organizações:

Acção Católica Rural | Ajuda à Igreja que Sofre | Cáritas Portuguesa | Comissão Nacional Justiça e Paz | Conferência dos Institutos Religiosos de Portugal | Corpo Nacional de Escutas | Fundação Fé e Cooperação | Liga Operária Católica/ Movimento de Trabalhadores Cristãos | Obra Católica Portuguesa das Migrações | Pastoral Nacional da Saúde | Serviço Nacional da Pastoral Penitenciária | Serviço Pastoral a Pessoas com Deficiência
 




 
*Sem Comentários
deixar comentario
 

OBSERVATÓRIO:

 
Mês:
 

TANZÂNIA | Documentário AIS na RTP


21-08-2019

catalogo