background image

Consagrados ao Coração

de Maria desde 1967

Orar // Sementes de Esperança // Meditação - OUTUBRO

FOLHA DE ORAÇÃO

PRODUTO MENSAL

PROJECTO MENSAL Receba em sua casa, por correio e gratuitamente, esta Folha de Oração!


 

INTENÇÃO NACIONAL

 

 

Pela promoção da devoção dos primeiros sábados nas nossas comunidades paróquias e nas comunidades religiosas, em atenção ao pedido de Nossa Senhora na grande promessa à Irmã Lúcia em Pontevedra (10.12.1925).


 

No encerramento do centenário das Aparições

 

Neste mês de Outubro encerramos as celebrações jubilares do primeiro centenário das aparições. Cem anos de graças e da especial protecção da Senhora do Rosário a Portugal e ao mundo inteiro, que a 13 de Outubro foi especialmente abençoado por S. José que aparecia levando o Menino Jesus. Foi também neste dia que Nossa Senhora disse aos Pastorinhos quem era: a Senhora do Rosário e cumpriu a sua promessa de dar um sinal que todos pudessem ver e que confirmasse a verdade do testemunho dos Pastorinhos. O milagre do sol é, por isso, um sinal da credibilidade da mensagem e é em relação com ela que deve ser entendido. É o coroamento de todos os outros sinais que acompanhavam as aparições: os relâmpagos, a nuvem e mesmo o inclinar das folhas da azinheira.

O ponto central do mistério de Fátima encontra-se no segredo: a visão do inferno (são muitos os que se perdem), a consagração ao Imaculado Coração de Maria, a devoção dos primeiros sábados e a recitação diária do Terço. Em Pontevedra, a 10 de Dezembro de 1925, a grande promessa e o pedido dos primeiros sábados do mês completam a mensagem que já fora transmitida a 13 de Julho de 1917, e espalha-se por todo o mundo, sendo fonte de tantas bênçãos para todos os que os praticam. E mostram como as aparições no seu mistério não são um acontecimento do passado, mas muito presente, pois o segredo, neste sentido, não tem a ver com o passado, não está concluído, mas tem a ver com o presente e com o futuro, com as ameaças que pairam sobre o mundo, com as perseguições à Igreja, tão fortes no passado e tão violentas hoje e, por isso, o caminho para evitar todos os infernos (da história e da escatologia) é sempre o mesmo, que a piedade cristã traduz neste axioma: a Jesus por Maria!

Na aparição desse dia 13 de Outubro apareceu no céu, junto do sol, S. José com o Menino e ambos abençoavam o mundo. Nossa Senhora aparecia segundo a imagem da Senhora do Carmo e da Senhora das Dores: no meio das dores e das incertezas da vida, podemos encontrar refúgio e amparo na Senhora, Mãe de Deus e nossa Mãe.

Foi nesse dia que Nossa Senhora se identificou como a Senhora do Rosário! O mês de Outubro, desde a vitória dos Cristãos sobre os Turcos na Batalha de Lepanto (7 de Outubro de 1571), foi consagrado a Nossa Senhora do Rosário e no dia 7 celebra-se a sua festa, em memória agradecida pela vitória dos Cristãos, que o Papa S. Pio V atribuiu a uma especial protecção de Nossa Senhora do Rosário, de que teve uma visão nos seus aposentos em Roma, no dia mesmo da batalha!.

Na nova Batalha de Lepanto, que hoje na Europa (e no mundo) estamos a travar (a invasão muçulmana e o seu projecto expansionista; as modernas ideologias do relativismo, do pensamento frágil e do género; a crise da família, o divórcio e o crime abominável do aborto), a Senhora do Rosário será também para nós refúgio, conforto e garantia da vitória!

Enquanto os peregrinos viam o milagre do sol, S. José e o Menino abençoavam o mundo! Esta bênção final é a razão da esperança da protecção contra as forças do mal que parece que hoje dominam o mundo. No entanto, Nossa Senhora prometeu a vitória final do seu Imaculado Coração: Por fim o meu Imaculado Coração triunfará! E a respeito de Portugal: “Mas em Portugal manter-se-á sempre o dogma da fé”!

Façamos como os Pastorinhos, respondendo generosamente ao pedido de Nossa Senhora: “Quereis oferecer-vos a Deus? Sim! Queremos”. Teremos, como eles, muito que sofrer, mas a graça de Deus será a nossa força e o Imaculado Coração o nosso conforto e o caminho que nos há-de conduzir até Deus!


 

Pe. José Jacinto de Farias, scj

Assistente Espiritual da Fundação AIS

Mês:
 

MUSICAL | DA MÚSICA À VIDA


22-10-2017

catalogo