background image

Detalhe

6-8-2014

Lisboa: Fundação AS convoca hoje os portugueses para uma jornada de oração pela Igreja do Iraque


Em conjunto com os restantes secretariados da Ajuda à Igreja que Sofre, a Fundação AIS convoca hoje os portugueses para uma jornada de oração ecuménica pela paz e pela Igreja no Iraque.


Para esta iniciativa, a Fundação AIS contou com a colaboração de D. Louis Rafael Sako, patriarca católico Caldeu do Iraque, uma das vozes mais activas no mundo contra aquilo que definiu como sendo o “crime hediondo” que os jihadistas do ISIS, o Estado Islâmico, estão a fazer “contra os cristãos e contra a humanidade”.


No Iraque, a comunidade cristã tem vindo a ser expulsa de suas casas, ameaçada pelos jihadistas que lhes dão apenas a escolher entre a morte e o exílio. Por causa disso, como tem alertado D. Louis Sako, “pela primeira vez em dois mil anos, Mosul não tem um único cristão”.


De facto, em 2003 haveria cerca de 1,5 milhões de cristãos no Iraque. Agora, uma década depois, calcula-se que não serão mais do que 300 mil, havendo, no entanto, quem avance com números ainda mais preocupantes.


Mosul, recorde-se, é a segunda cidade mais importante do Iraque e caiu nas mãos dos elementos do Estado Islâmico no passado mês de Junho. Para intimidar os cristãos, os militantes islâmicos marcaram as suas casas com a letra ‘N’, que no alfabeto árabe significa ‘Nazara’”, ou seja cristão.


Recordando isso, e sublinhando o carácter intimidatório e perverso desta acção, a Fundação AIS criou uma página na "internet", com o endereço www.wearechristians.info, onde todos são convidados a dar também a face pelos cristãos iraquianos.


Publicando a sua própria fotografia, todos podem participar, no "site", na construção da letra “N”, recordando assim que em Mosul e nas regiões controladas pelos jihadistas isso significa que se trata da casa de uma família cristã.


Para esta jornada de oração pelo povo iraquiano, a Fundação AIS convida todos os portugueses a rezar através das palavras de D. Louis Sako, o Patriarca dos Católicos Caldeus: “Senhor, a situação do nosso país é difícil e o sofrimento dos cristãos é pesado e assusta-nos. Por isso, nós Te pedimos, Senhor, que olhes por cada um de nós, dai-nos paciência e coragem para continuarmos a testemunhar os nossos valores cristãos com confiança e esperança. Senhor a paz é a base de qualquer vida; dá-nos paz e estabilidade para viver uns com os outros sem medo nem ansiedade, com dignidade e alegria. Glória a Vós para sempre.”


PA | Departamento de Informação da Fundação AIS | info@fundacao-ais.pt


 

OBSERVATÓRIO: Iraque

 






*Sem Comentários
deixar comentario
Mês:
 

TANZÂNIA | Documentário AIS na RTP


21-08-2019

catalogo