background image

Detalhe

8-9-2014

Iraque: ONU preocupada com execuções em massa


As Nações Unidas voltaram a referir-se à questão dos crimes contra a humanidade no Iraque, por causa das actividades do Estado Islâmico, tendo alertado que, apenas nas últimas duas semanas, foram documentados, pelo menos, 50 assassinatos de civis, incluindo uma criança de três anos.


Os alvos dos jihadistas são os muçulmanos xiitas, os cristãos e outras minorias religiosas e étnicas, e pessoas que neguem lealdade ao movimento. 

 
Nos últimos dias, a ONU pediu a abertura de uma investigação para apurar o alegado massacre de 1,7 mil militares iraquianos pelo grupo extremista Estado Islâmico na base militar Speicher, perto de Tikrit.


PA| Departamento de Informação da Fundação AIS | info@fundacao-ais.pt


 

OBSERVATÓRIO: Iraque

 






*Sem Comentários
deixar comentario
Mês:
 

TANZÂNIA | Documentário AIS na RTP


21-08-2019

catalogo