background image

Detalhe

9-9-2014

Iraque: Príncipe Carlos oferece donativo aos cristãos através da Fundação AIS


O herdeiro do trono da Grã-Bretanha, o príncipe Carlos, impressionado com a situação em que se encontra a comunidade cristã no Iraque, decidiu fazer um donativo para a Igreja local através da Fundação AIS. 


A doação do príncipe – cujo montante não foi divulgado - irá contribuir para o fornecimento de alimentos, tendas e medicamentos para os cristãos refugiados na região curda, no norte do país, e ocorre numa altura em que se agrava drasticamente a situação destas comunidades, assim como de outras minorias religiosas, como os Yazidis, forçados a deixar as suas casas sem nada perante o avanço dos jihadistas do Estado Islâmico. 


Só em Agosto, cerca de 120 mil cristãos fugiram na planície de Nínive após a região ter sido tomada pelas forças extremistas que têm semeado o terror e ameaçado de genocídio as minorias religiosas. 


Na carta que escreveu ao Patriarca Caldeu D. Louis Sako, a dar conta da doacção, o Príncipe Carlos presta tributo ao prelado pelo trabalho que vem sendo desenvolvido pela igreja local junto dos refugiados, expressa-lhe as condolências pela situação trágica que se vive no país e dá-lhe a certeza das suas orações. 


O Patriarca, por sua vez, agradeceu ao herdeiro do trono a sua compaixão e preocupação pela situação em que se encontram milhares de cristãos iraquianos, e pediu ao Príncipe para usar a sua influência pessoal para “pressionar a comunidade internacional a tomar medidas” concretas, nomeadamente pondo fim aos ataques dos jihadistas sobre as populações indefesas do Iraque. 


Esta não é a primeira vez que o Príncipe Carlos manifesta a sua preocupação pela sorte dos cristãos no Médio Oriente. Em Dezembro passado, num encontro em Londres, afirmou que “não podemos ignorar o facto de que os cristãos estão cada vez mais a ser alvo de fanáticos islâmicos fundamentalistas”.


Recorde-se ainda que, no mês passado, uma delegação da Fundação AIS, liderada pelo presidente Executivo Internacional Johannes Heereman, e pela Directora de Projetos Regina Lynch, esteve no Iraque a avaliar o  trabalho humanitário realizado, nomeadamente em Erbil e noutras regiões do Curdistão, de forma a se optimizar a ajuda que vem sendo dada pela Fundação AIS à Igreja local no apoio às comunidades refugiadas.


PA| Departamento de Informação da Fundação AIS | info@fundacao-ais.pt


 

OBSERVATÓRIO: Iraque

 






*Sem Comentários
deixar comentario
Mês:
 

TANZÂNIA | Documentário AIS na RTP


21-08-2019

catalogo