background image

Dê aos Cristãos oportunidade de
voltar para casa

Saiba mais

Detalhe

1-12-2017

REP. CHECA: Transformação de um edifício num mosteiro para a comunidade Caminho Novo (Chemin Neuf)


 

 

A 17 de Maio de 2017, o Cardeal Miloslav Kardinal Vlk, antigo Arcebispo de Praga, teria celebrado o seu 85º aniversário. Contudo, morreu dois meses antes. Algumas horas antes da sua morte, murmurou as palavras: “O mais belo dos reis”. Quando lhe perguntaram o que queria dizer respondeu: “Jesus na Cruz”. Essas foram as suas últimas palavras.

Abraçar a cruz, e com ela O Crucificado, não eram, neste caso, palavra vãs. Durante muitos anos da sua vida e ao longo dos anos da perseguição comunista à Igreja, teve de esperar pelo privilégio de ser autorizado a frequentar a universidade, uma vez que, como jovem, tinha recusado juntar-se aos grupos da juventude comunista. Após ter completado o ensino secundário, durante 17 longos anos, teve de esperar para ser ordenado sacerdote, sem nunca sequer saber se esse dia alguma vez chegaria. E, mesmo depois da sua ordenação e depois de servir como padre de paróquia e secretário do bispo durante 11 anos, foi impedido pelo Estado de trabalhar como sacerdote. No decorrer deste período, ganhou a sua vida a limpar janelas e como arquivista, e exerceu o sacerdócio em segredo. Relembrava, constantemente, quão difícil tinha sido para ele fazer este sacrifício. E, todavia, depois ainda conseguia dizer: “Descobri que esta cruz fez mais pela minha salvação e a dos outros do que se tivesse continuado como secretário do bispo durante aqueles anos… O tempo em que limpei janelas foi o mais abençoado da minha vida, e percebo que vivia a minha vida de sacerdote em plenitude”.
“Humilhai-vos, pois, debaixo da poderosa mão de Deus, para que Ele vos exalte no devido tempo.” (1 Pe 5,6) Estas palavras acompanharam a vida de Miloslav como um leitmotif. Ouviu-as pela primeira vez quando era jovem, quando sentiu o chamamento para o sacerdócio, mesmo sem ver a possibilidade de atingir este objectivo. Então, em 1994, quando foi ordenado cardeal, ficou emocionado ao ouvir estas palavras, uma vez mais, da carta de S. Pedro e apercebeu-se de como se tinham tornado literalmente verdade na sua vida.

A 25 de Março de 2017 foi finalmente sepultado na catedral de Praga. Centenas de bispos e padres de todo o mundo, e milhares de pessoas de Praga e de toda a República Checa estiveram presentes para lhe prestar uma última homenagem. Foi enterrado na igreja mais importante da República Checa, no lugar onde os reis da Boémia foram coroados e também enterrados. Mas, o seu único Rei era Cristo, o Crucificado. Enquanto o seu caixão descia para o túmulo no chão de pedra, ouvia-se o velho hino na catedral superlotada: Christus vincit, Christus regnat, Christus imperat (Cristo vence, Cristo reina, Cristo impera). Este é o Rei que ele viu quando murmurou as suas últimas palavras, o Rei que lhe permitiu, ao longo da sua vida, fazer parte dos Seus sofrimentos e do Seu abandono, e que agora o exaltará em devido tempo.

O maior desejo do cardeal era reacender o amor de Cristo nos corações do seu povo. Depois dos anos do comunismo este era um desafio enorme. O Cardeal Vlk era um amigo de longa data da Fundação AIS e a ajuda que lhe demos na reconstrução da Igreja, na sua Arquidiocese de Praga, foi paga por ele numa moeda diferente “a da oração”, como ele repetia constantemente à Fundação AIS.

Mas, hoje, há ainda muito a fazer pela Igreja no seu país. Mesmo actualmente, muitos dos edifícios confiscados à Igreja não foram ainda devolvidos pelo Estado e muitos deles estão também em péssimo estado. Mas, acima de tudo, é a alma das pessoas que precisa de ser restaurada. Na verdade, a República Checa é, hoje em dia, um dos países mais ateus na Europa.

A boa notícia é que sempre que as pessoas vêem a fé católica a ser vivida de maneira autêntica, há muitos jovens que rapidamente redescobrem esta fé e pedem para ser baptizados. Consequentemente, estão a formar-se comunidades novas e activas, com famílias jovens a educar os seus filhos na fé católica e a estabelecer as fundações da Igreja do futuro.

Em Tuchomerice, uma cidadezinha perto de Praga, a nova comunidade católica Chemin Neuf construiu um centro. É uma comunidade muito activa e organiza encontros para jovens, jovens adultos e casais, organiza retiros, grupos de oração e uma escola bíblica. Todos os dias é celebrada Missa na comunidade, juntamente com as Laudes. Há também Adoração Eucarística regular. O centro estará igualmente disponível para visitas de grupos, para que não só os habitantes locais mas também os de outras zonas da arquidiocese possam aproveitar as instalações disponíveis. Graças à ajuda da AIS já conseguiram acabar a capela e o refeitório e, mais recentemente, mais 16 quartos de hóspedes. Mas o trabalho está ainda longe de ter terminado.

 

 

 

Tencionamos ajudá-los com 25.000 €.


 

Apoie este projecto

 

 

 

O seu donativo irá financiar este ou outro projecto semelhante.  

 

 

 


 

OBSERVATÓRIO: Républica Checa

 






*Sem Comentários
deixar comentario
Mês:
 

CONCERTO DE NATAL MARIANO | 8 DEZEMBRO


08-12-2017

catalogo