background image

Presentes de Fé

Bow

Este natal, dê um presente que permaneça!

Bow

Saiba mais »

Detalhe

1-5-2018

CONGO: Uma agonia ignorada pelo mundo!


Será que ninguém ouve o grito de ajuda que chega do Congo?
 
Um clima de terror reina em Beni, no Norte da Rep. Dem. do Congo, que é mantida pelos grupos rebeldes que se mudaram para a região em 1995. Fontes da Igreja local dizem-nos que “a forma como os assassinatos estão a ser perpetrados é semelhante à utilizada durante o genocídio de Ruanda em 1994. “Os rebeldes usam catanas e machados para matar, sem qualquer piedade, crianças, jovens, idosos e mulheres! É uma verdadeira carnificina.”
 

“É horrível, é mesmo um genocídio o que se está a passar na província do Kivu Norte e em particular nas cidades Beni-Lubero de onde sou natural: massacre de populações, violações de mulheres e crianças, raptos de crianças para fazer delas crianças-soldados. Desde 2009, este fenómeno aumenta de dia para dia. Desde então, vive-se autênticas barbaridades, onde muitas famílias foram massacradas e outras encontram-se num estado de pobreza e luto. Na minha família, em menos de um ano perdemos quatro membros, todos eles raptados e deles não há notícias. O mais certo é que tenham sido mortos à machadada, ou com catanas ou com outro tipo de armas brancas nas florestas vizinhas, como tem acontecido com centenas de pessoas.”

Eugène Kabung, seminarista comboniano, em Kinsangani
 
 
Toda esta violência que se regista na Rep. Dem. do Congo ocorre num tempo particularmente tenso, com uma crescente contestação social ao seu presidente, Joseph Kabila, que persiste em manter-se no poder apesar de o seu mandato presidencial ter já expirado em Dezembro de 2016.

As manifestações que ocorreram até agora nas principais cidades têm merecido o apoio da Igreja Católica e, apesar do seu carácter pacífico, têm sido objecto de uma resposta extremamente agressiva por parte das autoridades. Por diversas vezes, tal como a Fundação AIS tem denunciado, as forças da polícia e do exército têm recorrido a gás lacrimogéneo e até a balas reais para a desmobilização dos manifestantes.

Em consequência destas manifestações desde o passado mês de Dezembro, há a registar um balanço trágico com mais de 17 mortos e largas dezenas de feridos e de detidos, bem como ataques a 134 igrejas.
 
A Igreja no Congo é das poucas instituições que apoia a população!
 
É URGENTE:  A Igreja é a única instituição com quem podem realmente contar!

Donativo »




Num desses incidentes, ocorrido no passado dia 12 de Janeiro, vários fiéis ficaram feridos depois da celebração de uma Missa, na Catedral de Kinshasa, por alma das vítimas do ataque ocorrido a 31 de Dezembro, quando foram atacados, de forma cobarde, com balas de borracha e gás lacrimogéneo.

Pe. Jean Nkongo, vigário da Igreja de São Domingos
O Pe. Jean Nkongo (na foto), vigário da Igreja de São Domingos em Linete dirigiu-se de imediato à polícia para pedir que parassem porque estavam a atacar pessoas inocentes e naquele preciso momento, um polícia atirou em direcção aos seus olhos com uma bala de borracha. Mas felizmente reagiu rapidamente e afastou a cabeça, tendo sido atingido no rosto...

Esta é uma das crises humanitárias mais graves do mundo e a situação da Igreja Católica na Rep. Dem. do Congo é a situação de todo o povo Congolês. A população está parcialmente escondida na selva, as escolas não funcionam, há fome… As pessoas que conseguem fugir juntam-se a um “amontoado” de refugiados!

 
 A Igreja permanece forte apesar da atmosfera de terrorismo e perseguição que vive e continuará a estar sempre junto ao seu povo que sofre!

“A nossa Igreja em Beni continua a trabalhar para que haja PAz e para que os refugiados sejam acolhidos pelas famílias. A diocese tem pedido donativos para comprar comida, roupas,… No entanto, esta guerra interminável empobreceu ainda mais a população que já não consegue responder a qualquer apelo. Já deram o pouco que tinham! Por favor, precisamos da vossa ajuda urgentemente!”

Não podemos ficar indiferentes porque o sofrimento dos congoleses é o sofrimento do mundo… É o nosso sofrimento! Podem contar consigo?
 

Donativo »







 

OBSERVATÓRIO:

 






*Sem Comentários
deixar comentario
Mês:
 

RETIRO DE QUARESMA | MARÇO


20-03-2020

catalogo