background image

Presentes de Fé

Bow

Dê um presente que permaneça!

Bow

Saiba mais »

Detalhe

11-7-2018

IRAQUE: Muito obrigado pelo regresso à nossa casa!


Graças aos benfeitores da Fundação, um milagre está a acontecer. Obrigado!

 

Há precisamente quatro anos, o dia 6 de Agosto ficou marcado na memória de milhares de cristãos iraquianos como um dia trágico e doloroso, quando mais de 350.000 cristãos foram expulsos das suas casas pelos jihadistas do auto-proclamado Estado Islâmico. Hoje está a acontecer um verdadeiro milagre graças à generosidade de milhares de benfeitores da Fundação AIS. 

 

Deixaram tudo para trás

Há quatro anos, num espaço de poucas horas, aquela região bíblica ficou vazia, transformando- se numa terra fantasma. A chegada dos jihadistas do auto-proclamado Estado Islâmico provocou uma das maiores fugas de população civil de que há memória. Não havia ninguém para proteger os Cristãos. Nem exércitos, nem milícias. Nada.

 

Abandonados à sua sorte, milhares de pessoas fizeram-se à estrada, em pleno deserto, levando consigo apenas a roupa que traziam vestida. Quem ousasse ficar teria de renunciar ao Cristianismo. Ou então, seria escravizado ou morto. Samer Issa nunca mais vai esquecer esse dia 6 de Agosto de 2014 em que, no espaço de poucas horas, ficou sem  nada. Sem trabalho, sem dinheiro, sem casa, sem saber sequer como alimentar as suas filhas, então com 4 e 3 anos de idade. Samer ficou de mãos vazias. No espaço de poucas horas sentiu toda a sua vida a desmoronar-se. Samer, Najeeba, Mariam e Gazal dormiram as primeiras noites ao relento, assustados, no meio de um turbilhão humano de pessoas completamente   perdidas, no norte do país, na região de Erbil, no Curdistão iraquiano.

 

A Igreja esteve sempre presente

 

Mais de 120 mil cristãos amontoaram- se por ali. A Igreja, com o apoio fundamental da Fundação AIS, começou uma das mais extraordinárias campanhas de ajuda humanitária dos tempos recentes em todo o mundo.

As igrejas abriram as suas portas e transformaram-se em albergues improvisados. Ninguém ficou sem comer, ninguém ficou sem roupa para vestir. Ninguém ficou esquecido. De um dia para o  outro, graças à Fundação AIS, milhares de pessoas começaram a ser acolhidas, nas igrejas, escolas, em campos de refugiados improvisados… 


Lágrimas de felicidade

De um dia para o outro, a vida começou a refazer por ali, longe de casa, mas sempre com a esperança de um tempo novo. As igrejas encheram-se de cânticos e de orações. Todos os dias, milhares de vozes ergueram-se para o Céu pedindo a graça da paz, do fim do martírio, do regresso a casa.

 

Quando Samer Issa voltou a cruzar a porta de entrada da sua casa, em Qaraqosh, na Planície de Nínive, juntamente com a sua mulher Najeeba, e as filhas, Mariam e Gazal, os seus olhos voltaram a encher-se de lágrimas. Mas, desta vez, de felicidade.

 

“Muito obrigado!” foi tudo o que conseguiu dizer, num agradecimento emotivo aos benfeitores da Fundação AIS, que permitiram a reconstrução da sua casa. No dia em que entraram em casa, de novo, os sinos da igreja voltaram a tocar, como se a aldeia inteira estivesse ali a acolher os seus filhos de volta.

 

“GRAÇAS À FUNDAÇÃO AIS TUDO FOI CONSERTADO”

O “muito obrigado” de Samer dirige-se a todos os benfeitores e amigos da Fundação AIS que nunca deixaram, com a sua generosidade, que estes milhares de cristãos perdessem a esperança, apesar de todo o sofrimento por que passaram.  

 

A ajuda da Fundação AIS para o Iraque desde Agosto de 2014


Estes Cristãos iraquianos sonham com o regresso a casa

 

A nossa ajuda continua a ser essencial! Milhares de famílias continuam a pedir a sua oração e ajuda para manter a presença Cristã no Iraque. SHUKRAN!

 

Com 30€ é possível oferecer um cabaz para alimentar uma famílias refugiada


Donativo »

 

 
 

 
HISTÓRIAS RELACIONADAS:
 
Helda Hindi tem apenas 10 anos. Também ela não consegue esquecer, por mais anos que viva, essa noite trágica de 6 de Agosto de 2014. Saiba mais » O pequeno Majed vai agora frequentar o jardim-de-infância apoiado pela Fundação AIS e gerido pelas Irmãs Dominicanas, em Qaraqosh. Saiba mais »
Agora, os Cristãos estão de volta, a caminho da Igreja Síria Católica da Imaculada Conceição. Saiba mais »
 
 
Processo de reconstrução da Planície de Nínive
 
 

 

Acabados de regressar a Qaraqosh, na Planície de Nínive, a avó Imama, a sua filha Sanare e o seu neto Miguel com apenas 7 meses (imagem abaixo) são uma das 8.770 famílias que já regressaram às suas casas, graças a cada um de vós! Neste relatório poderão ver o apoio da Fundação AIS traduzido em projectos e rostos concretos, mas também poderão ver como ainda há tanto por fazer. Descarregue o Relatório Especial Iraque e saiba mais...

 

Visualize aqui o Relatório Especial Iraque »

 


 

OBSERVATÓRIO: Iraque

 






*Sem Comentários
deixar comentario
Mês:
 

Doe 0,5% do seu IRS em favor dos Cristãos perseguidos


01-03-2020

catalogo