background image

Síria

Renascer dos escombros...

Saiba mais »

Detalhe

3-12-2018

COLÔMBIA: Apoio para as Irmãs Salesianas em Málaga


 

A Ordem das Irmãs da Visitação foi fundada em 1610 por São Francisco de Sales e Santa Joana Francisca de Chantal. Também conhecidas por Irmãs Salesianas, vivem uma vida contemplativa de oração em clausura. Ao mesmo tempo, porém, muitas também estão envolvidas no acompanhamento espiritual e na educação.

O nome da Ordem é derivado da Visitação de Nossa Senhora à sua prima Isabel no Evangelho de São Lucas (Lc 1,39-56), quando Isabel saúda Maria como “bendita entre as mulheres” e Maria responde com o Magnificat. O emblema da Ordem é o Coração de Jesus, trespassado e envolto da Coroa de Espinhos.
 Um dos santos mais bem conhecidos da Ordem foi Santa Margarida Maria Alacoque que, no séc. XVII, numa série de visões no seu convento em Paray-le-Monial, França, foi impulsionada pelo próprio Cristo a promover e a divulgar a devoção ao Sacratíssimo Sagrado Coração, em reparação pela frieza e ingratidão demonstrada por tantas pessoas ao seu Redentor. Nas visões Jesus expressa a Sua grande tristeza e sofrimento pelo facto de tantas pessoas estarem totalmente indiferentes ao grande amor por Ele demonstrado ao morrer na Cruz por elas e ao deixar o Seu Sagrado Coração ser trespassado por causa delas. A devoção ao Sagrado Coração de Jesus é a resposta apropriada a este amor infinito. Tanto a Festa do Sagrado Coração de Jesus e as devoções das primeiras sextas-feiras ao Sagrado Coração têm a sua origem nestas revelações e estão agora firmemente estabelecidas na Igreja Católica Universal.

 Ao todo, a Ordem das Irmãs da Visitação tem cerca de 2.500 religiosas dispersas por 150 diferentes conventos em quatro continentes.

O convento da Visitação em Málaga, na Colômbia, recebeu recentemente duas novas aspirantes após muitos anos sem quaisquer novas vocações. Elas agora têm 10 irmãs, sete delas irmãs professas que completaram os seus votos perpétuos.

Elas escrevem-nos: “Por nosso modo de vida contemplativo, conforme a Regra da Ordem, nós oferecemos a Deus as nossas orações cada dia, o nosso humilde serviço, alegre reparação e vida conjunta de irmandade como oração viva para o mundo e para a Santa Igreja. Esforçamo-nos para constantemente avançar na formação da comunidade e de cada irmã individualmente, para que a nossa oração e vida espiritual possam melhorar. Partilhamos os tempos de recreio e descansamos na felicidade de estarmos juntas e de juntas respondermos ao chamamento de Deus.
Toda a nossa vida, que é marcada pela obediência a um padrão diário, envolvendo tempos de oração, silêncio, trabalho, estudo e vida comunitária, constitui uma oferta silenciosa que fazemos a Deus, com amor e pela salvação de almas.”

As irmãs produzem velas como meio de sustento do seu modesto modo de vida. Mas este rendimento não é suficiente para providenciar as necessidades mais básicas, como os cuidados médicos e outras necessidades diárias. Assim, voltaram-se para a AIS.

 

 
Queremos ajudá-las mais uma vez este ano, tal como no passado, e assim prometemos-lhes 3.500 €.


 

Apoie este projecto

 

  

O seu donativo irá financiar este ou outro projecto semelhante.  

 

 

 

 


 

OBSERVATÓRIO: Colômbia

 






*Sem Comentários
deixar comentario
Mês:
 

Lançamento do Relatório Liberdade Religiosa no Mundo 2018 | PORTO


25-01-2019

catalogo