background image

Síria

Renascer dos escombros...

Saiba mais »

Detalhe

3-12-2018

Vaticano: Papa Francisco acende a primeira vela da campanha internacional da Fundação AIS para a paz na Síria


A Fundação AIS lançou uma campanha de Natal para com o povo sírio intitulada “Velas pela Paz na Síria”. Esta campanha, de oração, ajuda e solidariedade, começou ontem, no Vaticano, primeiro domingo do Advento, com o Santo Padre a acender simbolicamente uma dessas velas logo após a oração do Angelus, referindo-se expressamente à iniciativa da Ajuda à Igreja que Sofre.

“O advento é um tempo de esperança. Neste momento –  disse ontem o Papa – quero fazer minha a esperança de paz das crianças da Síria, país martirizado por uma guerra que dura há oito anos. Portanto, juntando-me à iniciativa de Ajuda à Igreja que Sofre, acenderei agora uma vela, unindo-me a muitas crianças sírias e muitos fiéis em todo o mundo que hoje acendem também as suas velas.”

A vela que o Santo Padre acendeu ontem, e que lhe foi entregue horas antes pela Irmã Annie Demerjian, que recentemente esteve em Portugal a convite da Fundação AIS, foi decorada por um artesão do bairro Bab Touma, situado na chamada Cidade Velha de Damasco.

A vela tem inscritas as fotos de algumas crianças, na sua  maioria de Aleppo, juntamente com o logotipo da campanha – uma pomba com asas estendidas em forma da mão de uma criança com a mensagem “Paz para os Filhos da Síria 2018” – assim como o símbolo internacional da Fundação AIS.

Na breve mensagem, antes de acender a vela, o Santo Padre expressou alguns desejos, nomeadamente o fim do conflito armado, a manutenção da presença cristã na Síria e nos outros países do Médio Oriente, onde possam desempenhar um papel essencial na promoção da paz, da misericórdia e da reconciliação.

“Que estas chamas de esperança dissipem as trevas da guerra” – disse o Papa. “Vamos rezar e ajudar os cristãos a permanecer na Síria e no Médio Oriente como testemunhas de misericórdia, perdão e reconciliação. Que a chama da esperança também alcance todos aqueles que sofrem por estes dias conflitos e tensões em várias outras partes do mundo, próximas e distantes. Que a oração da Igreja os ajude a sentir a proximidade do Deus fiel e possa tocar todas as consciências para um compromisso sincero em favor da paz. E que Deus, nosso Senhor, perdoe aqueles que fazem a guerra, aqueles que fabricam armas para se destruírem e converta os seus corações. Rezem pela paz na amada Síria.”

Esta iniciativa, que está a ser promovida a nível internacional pela Ajuda à Igreja que Sofre, já envolveu, e apenas nos últimos dias, mais de 50 mil crianças provenientes de algumas das cidades sírias mais afectadas pela guerra, incluindo Aleppo, Damasco, Homs, Marmarita, Hassaké, Tartus e Latakia.

As crianças rezaram e decoraram velas com diversos símbolos – cruzes, pombas e mensagens de esperança – de forma a transmitirem ao mundo o anseio pela paz. Esta participação é muito significativa pois as crianças têm sido, de facto, as principais vítimas desta guerra que parece não ter fim.

Para ampliar este clamor, este desejo de paz, a Fundação AIS lançou esta campanha convidando todas as pessoas de boa vontade em todo o mundo para também acenderem uma vela pela paz, tal como fez ontem o Santo Padre.

É um gesto simbólico em que se procura sublinhar o apelo das crianças sírias para que as armas se calem dando início a um tempo novo, de reconstrução, de concórdia e sem guerra.

Esta não é a primeira vez que a Fundação AIS procura levar as preocupações e anseios das crianças e dos jovens da Síria ao resto do mundo, procurando sensibilizar responsáveis políticos para o drama que se está a viver neste país.

Ainda há dois anos, a AIS apelou aos responsáveis do Parlamento Europeu para a situação na Síria e as graves implicações de um conflito tão duradouro para as gerações mais novas.

Em resposta à situação humanitária crítica que se vive na Síria e para se evitar o desaparecimento da presença cristã neste país, a Fundação AIS está a promover, a par da iniciativa “Velas pela Paz na Síria”, uma campanha internacional de angariação de fundos durante a época de Natal, mobilizando milhares de benfeitores e amigos da instituição em Portugal e nos outros 22 secretariados espalhados em outros tantos países do mundo.

Esta campanha tem como objectivo um pacote de ajuda de emergência, no valor de 15 milhões de euros, a distribuir por projectos de reconstrução e apoio pastoral.

Este ambicioso programa envolve a distribuição de alimentos e outros produtos básicos, nomeadamente medicamentos, leite em pó para bebés, apoio no aluguer de casas e nos custos com o aquecimento das habitações dos refugiados.

Além disso, há uma forte componente relacionada com a reconstrução das casas das famílias de refugiados cristãos, destruídas ou fortemente danificadas pela guerra, assim como igrejas e seminários.

Os projectos de reconstrução de edifícios são complementados por outros de apoio directo aos sacerdotes e religiosas, de auxílio espiritual e psicológico às pessoas que ficaram mais traumatizadas por causa destes anos de guerra e ainda  de promoção dos jovens nomeadamente ao nível escolar.

Por fim, mas muito importante tendo em conta esta época festiva tão especial, a Fundação AIS vai também distribuir presentes de Natal a mais de 15 mil crianças seleccionadas entre as que se encontram numa situação de maior fragilidade.

PA| Departamento de Informação da Fundação AIS | info@fundacao-ais.pt

 

OBSERVATÓRIO: Vaticano

 






*Sem Comentários
deixar comentario
Mês:
 

Concerto de Reis LISBOA


05-01-2019

catalogo