background image

Síria

Renascer dos escombros...

Saiba mais »

Detalhe

4-1-2019

BRAGA: Fundação AIS associa-se ao maior presépio vivo da Europa para lembrar a realidade dos cristãos perseguidos no nosso tempo


Domingo de Reis, dia 6 de Janeiro, a directora da Fundação AIS vai visitar oficialmente o Presépio de Priscos, conhecido como “o maior Presépio Vivo da Europa”, procurando sensibilizar os visitantes para a realidade dos cristãos perseguidos no nosso tempo.

Catarina Martins de Bettencourt visitará o espaço onde se faz a recriação do ambiente quotidiano na época do nascimento de Jesus, com dezenas de cenários e centenas de participantes, na companhia do padre João Miguel Torres Campos, Pároco de São Tiago de Priscos.

Esta visita ganha um especial relevo pelo facto de se ter introduzido entre os elementos cénicos que fazem transportar o visitante para a época – como ferreiros a forjar o ferro, sapateiros a concertar sandálias, serradores a cortar lenha, camponeses a organizarem as ferramentas de trabalho, tecedeiras em roda dos teares, oleiro a moldar o barro ou as padeiras a amassarem a farinha – as catacumbas, que serviam de local de sepultamento dos cristãos de Roma.

As catacumbas, recriadas no “maior Presépio Vivo da Europa”, remetam o visitante para a questão da perseguição aos cristãos e da ausência de liberdade religiosa, uma realidade dramática que tem afectado milhões de pessoas desde os primeiros anos do cristianismo.

A Fundação AIS tem precisamente como missão o apoio às comunidades cristãs vítimas de perseguição religiosa.  

O convite para a visita da Fundação AIS ao Presépio de Priscos visa também sublinhar essa realidade, infelizmente tão actual, da violência que é exercida em tantos países do mundo sobre as comunidades cristãs, como o último Relatório sobre a Liberdade Religiosa, da responsabilidade da Ajuda à Igreja que Sofre, e publicado no passado mês de Novembro, tão bem documenta.

A visita de Catarina Martins de Bettencourt, que será acompanhada pelo padre João Miguel Torres Campos, deverá ter início pelas 15 horas e marca um fim-de-semana particularmente activo para a Fundação AIS que no Sábado, pelas 16 horas, irá realizar mais um Concerto de Reis, na Igreja de São Domingos, em Lisboa (na Baixa), com a actuação do Coro de Santo Amaro de Oeiras.

PA | Departamento de Informação da Fundação AIS | info@fundacao-ais.pt   


 

OBSERVATÓRIO: Portugal

 






*Sem Comentários
deixar comentario
Mês:
 

Lançamento do Relatório Liberdade Religiosa no Mundo 2018 | PORTO


25-01-2019

catalogo