background image

Detalhe

28-5-2019

NIGÉRIA: Irmãs de Nossa Senhora de Fátima pedem orações “aos amigos de Portugal” perante ameaça jihadista no norte do país


As irmãs da congregação de Nossa Senhora de Fátima na Diocese de Pankshin, situada no norte da Nigéria, enviaram uma mensagem para Portugal, através da Fundação AIS, em que pedem orações para poderem “enfrentar os desafios do nosso tempo”.

Na mensagem, a Madre Superiora refere-se genericamente aos problemas que afectam hoje em dia a Nigéria, “especialmente no norte do país”, onde o Boko Haram, um grupo terrorista de inspiração islâmica está particularmente activo desde 2019, procurando a criação de um ‘califado’ gerido pela interpretação mais rigorosa da Lei Islâmica.

A irmã Florence Golam, embora não referindo expressamente este grupo jihadista, afirma que os contínuos actos de terror que têm atingido a região norte da Nigéria afectam a população “por todo o lado”, causando “muitas mortes”.

“Às vezes dizemos que é uma questão política, mas há sempre uma espécie de interferência religiosa”, acrescenta a Madre Superiora num vídeo com apenas 1 minuto e trinta segundos onde aparece ao lado de mais 11 irmãs da congregação de Nossa Senhora de Fátima, algumas das quais noviças.

A mensagem é dirigida “aos amigos de Portugal”, pedindo as orações de todos: “Lembrem-se de nós nas vossas orações, para que nós, fortalecidas com o poder de Deus, possamos enfrentar os desafios dos nossos tempos”.

No início da curta mensagem, a irmã Florence explica sucintamente o trabalho da congregação. “A nossa missão é rezar, rezar pela paz (…) e evangelizar a população do norte do país.”

O pedido de orações “aos amigos de Portugal” prende-se precisamente com a urgência dessa tarefa tão importante numa região que tem vivido nos últimos anos em profundo sobressalto. A Madre Superiora afirma, sem receio das palavras, que as irmãs estão dispostas a enfrentar todos os riscos para cumprirem com a missão evangelizadora das populações do Norte da Nigéria.

“Se não formos encorajadas, se não tivermos uma fé bastante forte, não conseguiremos fazê-lo. Tanto as minhas irmãs como as noviças estão dispostas a fazer frente aos desafios, mesmo que para tal tenham de morrer. Portanto, é uma oração para que nós nos mantenhamos fiéis a Deus, que nos chamou para podermos servir junto dos nossos irmãos e irmãs que sofrem no norte da Nigéria. Obrigada!”

A ligação da Fundação AIS a estas irmãs que se inspiraram na Mensagem de Fátima não é recente. Desde há muito que as irmãs pedem uma capela um pouco maior para ser mais fácil acolher toda a comunidade e que possa funcionar também como centro da vida cristã da Diocese de Pankshin. Este projecto, graças à generosidade dos benfeitores da AIS, já está em marcha e será um factor essencial para o trabalho e a presença destas religiosas nesta região tão agitada de África.

Em resposta a esta mensagem “aos amigos de Portugal” e aos contínuos apelos de ajuda, a Fundação AIS acaba de lançar no nosso país uma campanha para os benfeitores e amigos da Ajuda à Igreja que Sofre possam adoptar na oração as 65 irmãs consagradas a Nossa Senhora de Fátima.

PA| Departamento de Informação da Fundação AIS | info@fundacao-ais.pt

 

OBSERVATÓRIO: Nigéria

 






*Sem Comentários
deixar comentario
Mês:
 

Programação da Fundação AIS na televisão e rádio


16-01-2019

catalogo