background image

Detalhe

23-7-2019

MACAU: Maior rede católica de televisão passa a transmitir pela primeira vez em território chinês


A maior rede de televisão católica do planeta, a EWTN, vai começar a transmitir oficialmente para Macau a partir de 15 de Agosto. O anúncio do arranque destas emissões levou até à antiga colónica portuguesa Edwin Lopez, director de marketing internacional da Eternal World Television Network (EWTN) para a região da Ásia-Pacífico.

Embora o lançamento oficial só irá ter lugar no dia da Assunção de Nossa Senhora, que coincide com a data da fundação da EWTN, as emissões já estão a ser transmitidas no canal 28 da TV Cabo na Região Especial de Macau desde o passado dia 1 de Julho.

A EWTN tem um largo histórico de colaboração com a Fundação AIS na partilha de conteúdos relacionados com a Igreja perseguida no mundo e as questões da liberdade religiosa.

O arranque oficial das transmissões da EWTN na televisão em Macau coincide com o 38º aniversário da fundação, numa garagem do Estado norte-americano do Alabama, deste grupo de Comunicação Social.

“Esperamos poder chegar, através da TV Cabo Macau a um número considerável de católicos que desejem aprofundar a sua fé”, disse Edwin Lopez na apresentação pública desta parceria entre o canal e a TV Cabo de Macau. “A nossa ambição é a de levar a fé católica ao maior número de países e territórios possível”, acrescentou.

Em entrevista entretanto publicada no jornal ‘O Clarim’, órgão oficial da Diocese de Macau, Edwin Lopez esclareceu que o início das transmissões deste canal católico nada tem a ver com o acordo provisório assinado em Setembro do ano passado entre a Santa Sé e Pequim para a nomeação dos bispos católicos para a China e que visa a normalização das relações entre os dois Estados.

“Foi uma coincidência que se tenha materializado neste momento, numa altura em que o Vaticano e a China estendem a mão um ao outro. Trata-se apenas de uma coincidência. O acordo foi assinado em Setembro do ano passado, mas a possibilidade da ETWN poder vir a transmitir em Macau começou a ser equacionada no início de 2018”, explica este responsável, afirmando-se “completamente atónito com a forma como tudo se está a desenrolar”.

Para Edwin Lopez, a presença do canal católico em Macau é um sinal da Divina Providência, que, diz, está na génese da própria emissora. “Foi a TV Cabo de Macau que se manifestou aberta a esta possibilidade. Não podemos impor a nossa vontade. Se Macau manifestou abertura é porque Deus quis que Macau fosse a nossa primeira base nesta região.”

A presença da maior rede católica de televisão em Macau é de facto um marco no que pode significar a expansão da própria Igreja na China e na Ásia.

Na entrevista ao jornal oficial da Diocese de Macau, o director de marketing internacional da EWTN não escondeu que a ambição “é a de alcançar o maior número de católicos possível… Consegue imaginar quantos lares, quantos quartos de hotel em Macau recebem os conteúdos da TV Cabo? Alguns dos hóspedes dos hotéis podem ser católicos que se encontram de visita a Macau. Não serão necessariamente da China, mas de outros lados. É este tipo de pessoas que queremos alcançar”.

A EWTN foi fundada em 1981 por iniciativa da Madre Angélica, uma religiosa claretiana falecida em Março de 2016. A empresa cresceu de forma exponencial ao longo dos últimos 38 anos e é hoje a maior operadora mundial de Comunicação Social de matriz católica. Mais de uma dezena de satélites transmitem 24 horas por dia, sete dias por semana, para mais de 290 milhões de lares de 146 países e territórios.

O jornalista José Miguel Encarnação, editor do semanário O Clarim e correspondente local do programa Igreja no Mundo, produzido pela Fundação AIS em Portugal, é o cooperador da EWTN para Macau.

Os canais da EWTN são emitidos em várias línguas e integram também a oferta de mais de seis mil operadoras de televisão, seja por cabo, seja por difusão digital. Entre as plataformas que oferecem os canais da Eternal World Television Network estão a Apple TV, a ROKU ou a Amazon Fire.

Paulo Aido | Departamento de Informação da Fundação AIS | info@fundacao-ais.pt

 

OBSERVATÓRIO: China

 






*Sem Comentários
deixar comentario
Mês:
 

SOMOS CRISTÃOS. A NOSSA FÉ NÃO VAI DE FÉRIAS


22-08-2019

catalogo