background image

Detalhe

20-9-2019

INDIA: Igreja pede segurança após centenas de radicais hindus terem vandalizado escola de jesuítas


Uma semana após uma escola administrada pelos jesuítas em Sahibganj, uma das principais cidades de Jharkhand, ter sido devastada por cerca de meio milhar de pessoas, identificados como sendo radicais hindus, responsáveis da Igreja solicitaram às autoridades um reforço de medidas de segurança.

O ataque, no dia 3 de Setembro, contra o St. John Berchmans Inter College e um albergue para alunos tribais que funcionava nas instalações da escola provocou diversos feridos além da destruição de móveis, viaturas e equipamentos.

O Padre Thomas Kuzhively, secretário da escola, escreveu uma carta ao governador local, Draupadi Murmu, pedindo-lhe que intervenha e garanta acção policial contra os responsáveis.

Durante o ataque, em que diversos alunos foram espancados, houve tentativas de assédio a alunas e funcionárias, tendo um grupo agressor tentado bloquear a passagem de uma ambulância que deveria levar alguns dos feridos mais graves para a unidade hospitalar mais próxima.

Na carta, o Padre Thomas afirma que “a polícia não encetou nenhuma acção contra os envolvidos nos actos de vandalismo”. Segundo a UCA News, citando o secretário da escola, este ataque “foi um acto planeado para atingir a missão que tem educado alunos tribais analfabetos”.

PA | Departamento de Informação da Fundação AIS | info@fundacao-ais.pt

 

OBSERVATÓRIO: India

 






*Sem Comentários
deixar comentario
Mês:
 

1 Milhão de Crianças Rezam o Terço


18-10-2019

catalogo