background image

Detalhe

2-9-2019

SÍRIA: Reerguer as casas das cinzas


 

Para milhares de cristãos refugiados na Síria, o regresso às suas casas é um sonho inatingível. Mas em Homs, na Síria, uma equipa da Fundação AIS pôde testemunhar o momento com o qual os habitantes haviam sonhado durante estes últimos anos. Viveram um longo e doloroso exílio na aldeia de Al Huns, no Vale dos Cristãos, perto de Homs, depois da sua aldeia ter sido tomada pelos extremistas do Estado Islâmico.

 

Com os extremistas expulsos da cidade e graças à ajuda dos benfeitores da Fundação AIS foram reconstruídas mais de 50 casas… Obrigado!

 

 A Fundação AIS prometeu ajudar a reconstruir mais 290 casas, no valor de cerca de 800.000€. Sim, a ajuda de cada  um de nós é fundamental para que estes Cristãos possam regressar às suas casas! 

“Quase 80% do nosso povo sofre de extrema pobreza.

A quem podemos recorrer senão à Fundação AIS?”

Um cristão de Homs

 

  Donativo »
   

 

O REGRESSO A CASA DOS CRISTÃOS REFUGIADOS NA SÍRIA   


Consigo, vamos reerguer as casas das famílias cristãs na Síria
Razan, de 21 anos, na pequena varanda da sua casa e da restante família em Homs, reconstruída e com todo o interior substituído com a ajuda da Fundação AIS. Com um enorme sorriso de agradecimento disse-nos “Bem-vindos à minha casa!”    

Ali, no distrito de Wadi al Sayeh, em Homs, antigamente na linha da frente do conflito, não há um edifício livre de buracos de bala, janelas partidas e sem telhados… excepto agora a casa da família de Razan e de mais 50 famílias como a dela. Tudo foi reconstruído!

 

 
 
Com 94 anos, Fawzia Askan, a avó da jovem Razan, pegou-nos na mão e visivelmente emocionada, disse-nos:
 
 
“Depois das bombas caírem, tivemos de fugir e todos os dias, após esse dia fatídico, rezava pelo nosso regresso a casa. Honestamente, com a minha idade nunca pensei que algum dia isso acontecesse. E eis-me aqui novamente. É uma bênção. Obrigada aos benfeitores da Fundação AIS!” 

 

 

 

 

 

Numa segunda fase está previsto ajudarmos a reconstruir mais 980 casas. À semelhança do que estamos a fazer no Iraque, este programa de reconstrução das casas é um dos passos mais importantes para que a comunidade cristã na Síria não desapareça. A nossa ajuda é essencial!

 

De recordar que no passado dia 15 de Agosto (dia da Assunção de Nossa Senhora), a directora da Fundação AIS em Portugal, Catarina Martins de Bettencourt, fez parte de uma restrita delegação da AIS Internacional que se encontrou com o Papa Francisco . Se por um lado, a alegria foi enorme por estar junto  de Sua Santidade e de ter expressado o seu agradecimento e apoio pessoal à campanha que a Fundação AIS está a desenvolver junto de milhares de Cristãos que sofrem na Síria, por outro lado, a tristeza e a preocupação foram imensas falarem sobre o calvário que estes irmãos continuam a viver!

 

As palavras do Papa Francisco foram um incentivo para redobrarmos esforços junto da Igreja que sofre na Síria!

 

A ajuda da Fundação AIS para a Síria desde 2011

 

A presença junto do Santo Padre foi também um sinal do seu afecto para com todos os benfeitores e amigos da Fundação AIS em Portugal que estiveram sempre comigo, no meu pensamento e orações.  

 

A pedido do Papa Francisco não iremos baixar os braços. Podemos continuar a contar consigo?

 

  Donativo »
 

 



 

A guerra sangrenta na Síria ceifou mais de 400.000 vidas inocentes! Quem podia fugir, fugiu. Mais de metade dos Sírios são refugiados ou deslocados no próprio país. Quem ficou, vive no meio de destroços e passa fome. A presença dos sacerdotes e religiosas que ficaram com o seu povo no meio das ruínas e do sofrimento, anima os Cristãos que ficaram. Mais do que nunca, a Igreja representa a esperança do povo Sírio. 

 

Já no oitavo ano de crise na Síria, o nível de gravidade e a complexidade das necessidades por todo país continuam  a ser esmagadores. Os civis continuam a ter de suportar um conflito marcado pelo sofrimento, destruição e desprezo pela vida humana inigualáveis.

 

É a pensar nestas comunidades cristãs mais afectadas pela guerra, que a Fundação AIS lançou no final de 2018 mais uma enorme campanha de solidariedade de 32 novos projectos, no valor de 1,8 milhões de euros. Subiu assim, para 121 projectos que tem como objectivo principal a ajuda de emergência, com uma atenção muito focada nas crianças e jovens, assim como em projectos de construção e reconstrução de igrejas, casas e estruturas que possibilitem a normalização da vida comunitária.

 


 
HISTÓRIAS RELACIONADAS:
 
SÍRIA: Um futuro melhor para as crianças » SÍRIA: De Mãos Vazias SÍRIA: Jesus é a Minha Rocha »

 

 
  

 
NOTÍCIAS RELACIONADAS:
 
 
 

 

 


 

OBSERVATÓRIO: Síria

 






*Sem Comentários
deixar comentario
Mês:
 

1 Milhão de Crianças Rezam o Terço


18-10-2019

catalogo