background image

Presentes de Fé

Bow

Este natal, dê um presente que permaneça!

Bow

Saiba mais »

Detalhe

22-11-2019

PAQUISTÃO: Igreja parcialmente destruída por multidão perante a passividade dos agentes da autoridade


Um grupo de muçulmanos destruiu uma parede e a porta de uma igreja católica na vila de Waqya Chak, distrito de Arifwala, situada no Punjab paquistanês, sem que as autoridades, que se encontravam presentes no local, impedissem o acto de vandalismo.

Os muçulmanos justificaram a destruição, que aconteceu a 4 de Novembro, por a igreja não estar devidamente legalizada, o que, no entanto, é contestado pela comunidade cristã que justifica a existência do edifício desde 2007 num terreno doado por um católico.

Citado pela agência de notícias AsiaNews, o catequista Naseer Masih afirma que “os muçulmanos não querem a igreja na vila porque têm sentimentos negativos em relação aos cristãos”.

A comunidade católica local é reduzida, com apenas 70 famílias numa população calculada em cerca de 4 mil pessoas. Na verdade, como se trata de uma comunidade pobre, a igreja resume-se a uma “construção modesta” existente “num terreno murado”. É nesse local que os cristãos costumam reunir-se em oração.

Indignados pela passividade demonstrada pelas forças da ordem quando os muçulmanos destruíram parte da estrutura da igreja, os cristãos de Waqya Chak pretendem agora levar a questão à justiça pedindo que os responsáveis sejam punidos.

PA | Departamento de Informação da Fundação AIS | info@fundacao-ais.pt

 

OBSERVATÓRIO: Paquistão

 






*Sem Comentários
deixar comentario
Mês:
 

Concerto de Reis LISBOA


05-01-2020

catalogo