background image

Presentes de Fé

Bow

Dê um presente que permaneça!

Bow

Saiba mais »

Detalhe

23-2-2020

PORTUGAL: Fundação AIS lança, nesta Quaresma, campanha de oração pelos mártires do cristianismo


São homens e mulheres que deram a vida por Deus e pela comunidade. São histórias de sacerdotes, irmãs e leigos que foram assassinados, raptados, presos ou desapareceram por seguirem Jesus nos últimos anos neste século. Para os lembrar, a Fundação AIS vai lançar nesta Quaresma uma campanha de oração intitulada precisamente “Mártires e Heróis por Amor”.

O objectivo é honrar a memória de todos divulgando as histórias de alguns. Ao todo, são 44 histórias que representam a multidão de cristãos perseguidos em países tão diversos como, por exemplo, o Iraque, Síria, Iémen, Nigéria ou Somália. “Em cada dia, ao longo da Quaresma, é divulgada a figura de um cristão, contada a sua história e proposta uma oração”, explica a directora da Fundação AIS em Portugal.

Além dos mártires, homens e mulheres que deram a vida por serem cristãos, há ainda histórias de sacerdotes, religiosas e leigos que foram raptados e que estão desaparecidos. Todos são sinal da violência brutal que afecta cada vez com mais intensidade as comunidades cristãs em certas regiões do planeta.

“Com esta iniciativa”, diz ainda Catarina Martins de Bettencourt, a Fundação AIS procura “sensibilizar os portugueses para a realidade dramática dos cristãos perseguidos no mundo”, e, simultaneamente, reforçar “os diversos projectos de ajuda à Igreja” nesses países onde a liberdade religiosa não é de todo respeitada.

Neste “calendário” para a Quaresma, a par da história dos mártires e heróis da fé e das propostas de oração diárias, a Fundação AIS vai também divulgar, “país a país, o que tem sido a nossa ajuda”, acrescenta a responsável. Esses projectos de apoio à igreja local nos países e regiões onde a violência contra os cristãos é mais acentuada, ajudam a compreender a importância desta cadeia de solidariedade que une os benfeitores à Igreja que sofre.

Desde a formação – de seminaristas, padres, religiosas e leigos –, passando pela ajuda à própria sobrevivência do clero, à construção ou reconstrução de seminários, paróquias, capelas e igrejas, até à ajuda na distribuição de literatura religiosa, há todo um conjunto de iniciativas que são alimentas pela generosidade dos benfeitores da Fundação AIS em Portugal e em todo o mundo.

Em muitos casos, o auxílio prestado pela AIS tem-se revelado mesmo essencial. É o caso da ajuda aos refugiados, o apoio às comunidades cristãs vítimas de tragédias naturais ou de ataques terroristas.

Durante a Quaresma, a Fundação AIS vai convidar os portugueses a rezarem pelos mais de 300 milhões de cristãos perseguidos no mundo. Esta Campanha da Fundação AIS tem o apoio, em Portugal, da Rede Mundial de Oração do Papa.

PA | Departamento de Informação da Fundação AIS | info@fundacao-ais.pt   


 

OBSERVATÓRIO: Portugal

 






*Sem Comentários
deixar comentario
Mês:
 

Doe 0,5% do seu IRS em favor dos Cristãos perseguidos


01-03-2020

catalogo