background image

Presentes de Fé

Bow

Dê um presente que permaneça!

Bow

Saiba mais »

Detalhe

27-2-2020

SÍRIA: Agrava-se a crise humanitária na província de Idleb por causa da situação de guerra que se vive na região


O agudizar da situação militar na província de Idleb, com o risco de confronto entre os exércitos da Síria e da Turquia, está a agravar a situação de crise humanitária que se vive já na região.

Face ao avanço das tropas de Damasco que procuram recuperar o controlo total desta província, a última que continua nas mãos de grupos jihadistas, o presidente da Turquia, Recep Erdogan, tem ameaçado a criação de uma zona de protecção junto à sua fronteira.

Perante a iminente eclosão de um conflito armado de maiores proporções, as populações civis têm fugido da região, calculando as Nações Unidas que há mais de 900 mil pessoas deslocados.

O Inverno, que é bastante rigoroso na região, está a agravar ainda mais esta crise humanitária. D. Samir Nassar, Arcebispo Maronita de Damasco, já alertou, em declarações à Fundação AIS, que “a actual crise, diferente da que tivemos durante os dias de guerra, obrigou as pessoas a viverem uma espécie de jejum de Quaresma antecipado na Síria”. E deu como exemplo dramático a falta de alimentos. “Pôr comida na mesa tem-se tornado simplesmente um pesadelo quotidiano.”

Não é só a falta de comida que escasseia na mesa dos sírios, especialmente os que vivem na província de Idleb. “A escassez de combustível, de gás doméstico e de electricidade, prejudicou os mais vulneráveis – os frágeis, os doentes, as crianças e os idosos. Soma-se a tudo isso as temperaturas geladas mortais” acrescentou ainda o Arcebispo.

PA | Departamento de Informação da Fundação AIS | info@fundacao-ais.pt   


 

OBSERVATÓRIO: Síria

 






*Sem Comentários
deixar comentario
Mês:
 

Doe 0,5% do seu IRS em favor dos Cristãos perseguidos


01-03-2020

catalogo