Fundação de Ajuda à Igreja que Sofre - Fundação AIS
Rua Professor Orlando Ribeiro, 5D 1600-076 Lisboa, Portugal
(+351) 217544000 apoio@fundacao-ais.pt Fundação AIS 1995
Lisboa
https://www.fundacao-ais.pt/uploads/seo/big_1585926010_1526_logo-jpg
15 10
505152304

Campanhas

SÍRIA: O Preço da Esperança

Apoiar Campanha
8 novembro 2022
O Preço da Esperança

A meio caminho entre Tartus e Homs, na Síria, fica o Vale dos Cristãos. Quase todas estas pessoas têm em comum o estigma da pobreza, serem deslocados internos e dependerem de ajuda para sobreviver no dia-a-dia. A Igreja lançou alguns projectos para apoiar os que se encontram em situação mais difícil. No Vale dos Cristãos, há quem desespere, quase na miséria, mas há também quem não desista, como o Wassim. São verdadeiros heróis que tentam secar as lágrimas aos que não conseguem sequer dar pão aos seus filhos todos os dias.

Hassan e Maryam abriram-nos a porta de casa. Têm três filhos. Todos ainda muito pequenos. A casa está quase despida de móveis. Não estão na rua, mas são quase sem-abrigo. A história desta família é um exemplo da tragédia em que se encontram milhares de sírios. “A nossa situação é desesperante”, diz Hassan. “Tive um ferimento na perna durante a guerra e fui operado. Como tive de ficar internado durante um mês, fui despedido do trabalho. Neste momento não temos comida, apenas pão, e está a ser difícil. A Igreja Católica é a principal cuidadora da nossa família.”

Quando Hassan e Maryam falam sobre o apoio da Igreja estão a referir-se a pessoas como Wassim Farkouh, um voluntário que tenta, com pouco, minorar o sofrimento de muitos. A família geria um negócio e tudo corria bem a nível económico quando começou a guerra em 2011. A violência dos combates levou-os a procurar refúgio também no Vale dos Cristãos. Wassim decidiu que precisava de fazer alguma coisa. Com a ajuda da Fundação AIS, começou a distribuir alimentos e produtos de higiene num centro que fundou com amigos. Com o passar do tempo, essa ajuda foi-se ampliando para outras áreas, desde o ensino aos cuidados médicos. Mas faltava ainda fazer a diferença. “Sabemos o significado do amor e do amor de Deus. Essa foi a nossa maior motivação para continuarmos a ajudar as pessoas que sofrem.”

E como deslocados internos que também são, Wassim e os amigos lançaram-se num desafio quase impossível, mas que tem resultado graças também à solidariedade dos benfeitores da Fundação AIS em todo o mundo. “Com aproximadamente 15 euros por mês, uma família consegue ter um tecto, alimentar os filhos ou ter as suas necessidades asseguradas”, garante. É uma ajuda pequena, mas que ali, no Vale dos Cristãos, faz toda a diferença. É tudo o que precisam para que o frigorífico deixe de estar vazio.

“Quero agradecer a todos os benfeitores pelo contínuo apoio. Muito obrigado de todo o coração e, por favor, continuem a ajudar-nos.”
   
> Com 15€/mês podemos ajudar uma família na Síria.

Podem contar consigo?


 



HISTÓRIAS RELACIONADAS



Comentários

Deixar um comentário
Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório.

RELATÓRIO LÍBANO E SÍRIA 

Os cookies ajudam-nos a oferecer os nossos serviços. Ao utilizar a nossa página, concorda com a nossa política de cookies.
Saiba Mais