Fundação de Ajuda à Igreja que Sofre - Fundação AIS
Rua Professor Orlando Ribeiro, 5D 1600-076 Lisboa, Portugal
(+351) 217544000 apoio@fundacao-ais.pt Fundação AIS 1995
Lisboa
https://www.fundacao-ais.pt/uploads/seo/big_1585926010_1526_logo-jpg
15 10
505152304

Notícias

ÍNDIA: Governo proíbe Missionárias da Caridade de receberem fundos estrangeiros, pondo em risco mais de 20 mil pessoas

29 dezembro 2021
ÍNDIA: Governo proíbe Missionárias da Caridade de receberem fundos estrangeiros, pondo em risco mais de 20 mil pessoas
A notícia foi dada por Mamata Banerjee, a responsável do governo de Bengala Ocidental, ao dizer-se em choque com o congelamento das contas bancárias das Missionárias da Caridade, a congregação fundada pela Madre Teresa de Calcutá.

“Chocada ao saber que, no Natal, o governo da União [Indiana] congelou todas as contas bancárias das Missionários da Caridade de Madre Teresa”, escreveu Banerjee numa curta mensagem no Tweet no dia 27 de Dezembro, acrescentando que “22 mil pacientes e funcionários ficam sem comida e medicamentos”.

Também o padre Dominic Gomes, Vigário-Geral da Arquidiocese de Calcutá manifestou a sua revolta num comunicado, dizendo que se tratou de “um ataque cobarde contra a comunidade cristã”.

Na verdade, não se tratou do congelamento das contas, mas sim da proibição de as Missionárias da Caridade receberem fundos estrangeiros, decisão imposta pelo governo alegando que a organização católica não cumpre com todas as condições legais.

Num comunicado entretanto difundido pelo Ministério do Interior indiano, explica-se que o pedido das Missionárias da Caridade para a renovação da licença que permite receber fundos provenientes de países estrangeiros foi rejeitado pois as autoridades ter-se-ão deparado com “informações desfavoráveis”.

As Missionárias da Caridade confirmaram, entretanto, numa mensagem enviada para a Fundação AIS, que, de facto, as contas não estão congeladas mas que a licença que permite a entrada de fundos estrangeiros havia sido rejeitada. “Por isso, pedimos aos nossos centros que não mexam nas contas até o assunto estar resolvido”, afirmam as religiosas em que agradecem também todas as mensagens de solidariedade e de preocupação que receberam um pouco por todo o mundo.

Este episódio relacionado com as contas bancárias das Missionárias da Caridade ocorre poucas semanas depois de ter surgido a notícia de que as autoridades policiais de Gujarat estariam a investigar a congregação fundada em 1950 pela Madre Teresa de Calcutá por causa de uma queixa de conversões forçadas de raparigas que estariam num abrigo destas irmãs. As religiosas rejeitaram veementemente as acusações.

Esta notícia relacionada com o apoio ao trabalho missionário das Irmãs da Caridade, responsáveis por inúmeras de casas de abrigo que acolhem os mais pobres dos pobres da Índia, ocorre num momento particularmente complexo em que se verificaram também vários ataques contra comunidades cristãs tal como a Fundação AIS tem noticiado.

PA | Departamento de Informação da Fundação AIS | info@fundacao-ais.pt

Comentários

Deixar um comentário
Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório.

Perseguidos e Esquecidos?

India


Observatório do país

Os cookies ajudam-nos a oferecer os nossos serviços. Ao utilizar a nossa página, concorda com a nossa política de cookies.
Saiba Mais