Fundação de Ajuda à Igreja que Sofre - Fundação AIS
Rua Professor Orlando Ribeiro, 5D 1600-076 Lisboa, Portugal
(+351) 217544000 apoio@fundacao-ais.pt Fundação AIS 1995
Lisboa
https://www.fundacao-ais.pt/uploads/seo/big_1585926010_1526_logo-jpg
15 10
505152304

Notícias

MOÇAMBIQUE: Os terroristas “não vão conseguir tirar Deus de vós”, diz D. Juliasse em visita a realojados de Cabo Delgado

18 novembro 2021
MOÇAMBIQUE: Os terroristas “não vão conseguir tirar Deus de vós”, diz D. Juliasse em visita a realojados de Cabo Delgado
Durante a visita ao centro de realojamento de Meculene, na Diocese de Pemba, D. António Juliasse foi recebido de forma emotiva, com cânticos e danças, por mais de meia centena de cristãos que estão agora neste local após os ataques terroristas que atingiram com particular violência a província de Cabo Delgado, ao norte de Moçambique, desde Outubro de 2017.

O Administrador Apostólico da Diocese de Pemba aproveitou o encontro para reafirmar a importância da paz, da oração e do compromisso da Igreja em apoiar as populações vítimas de grupos radicais que, como a Fundação AIS já noticiou, continuam activos na região apesar das operações militares que estão a ser conduzidas não só pelas Forças de Defesa e Segurança de Moçambique, como, entre outras forças estrangeiras presentes no território, por unidades do exército do Ruanda.

D. António Juliasse foi ao campo de realojamento de Meculene para visitaras obras de construção da sala multiusos São José, iniciativa que tem o apoio directo da Fundação AIS e aproveitou a ocasião para lembrar que o povo cristão saberá resistir à ameaça terrorista. “Aqueles que estão a fazer mal, aqueles que estão a cortar cabeças das pessoas, que podem ter tirado as vossas casas, a vossa criação, cabrito, galinha, outros animais, as vossas machambas, os vossos bens, podem ter tirado tudo isso, mas tirar Deus eles não vão conseguir. Não vão conseguir tirar Deus de vós.”

O centro de realojamento de Meculene alberta actualmente 648 famílias e é um exemplo do enorme esforço que a Igreja local está a desenvolver no apoio a todas as vítimas do terrorismo. Além do centro multiusos apoiado pela Fundação AIS, há também um grande esforço no sentido da construção de casas abrigo para as pessoas que tiveram de fugir e que, como lembrou o Administrador Apostólico de Pemba, perderam tudo o que tinham. “É a Igreja, é a Diocese de Pemba, através da Cáritas, que está a ajudar a construir todos estes equipamentos… Todas estas casas aqui, todo este estaleiro que está aqui, que estão a ver – disse D. António Juliasse perante todos os que o foram receber á entrada do centro, em clima de festa – é a Cáritas Diocesana de Pemba. A Igreja está aqui convosco.”

Incentivando todos a serem construtores de paz, o Bispo lembrou que é preciso não esquecer a parte espiritual, e que o centro multiusos, cujas obras estão a iniciar-se, vai ajudar a promover, pois vai ser um espaço onde irão ocorrer momentos de oração, mas também reuniões e encontros comunitários. “Faltava [aqui] esta parte espiritual de oração. Agora já começou. Agradeçamos a Deus. Temos de ir para a frente. Não existe cristão deslocado. Cristão é cristão em todo o lado. Não existem cristãos de primeira ou de segunda… Onde nós nos encontrarmos todos nós somos cristãos. Vocês são cristãos aqui, em Mueda, em qualquer lado. Vocês são cristãos e mais nada.”

PA | Departamento de Informação da Fundação AIS | info@fundacao-ais.pt

Comentários

Deixar um comentário
Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório.

REFUGIADOS MOÇAMBIQUE



Observatório do país

Os cookies ajudam-nos a oferecer os nossos serviços. Ao utilizar a nossa página, concorda com a nossa política de cookies.
Saiba Mais