Fundação de Ajuda à Igreja que Sofre - Fundação AIS
Rua Professor Orlando Ribeiro, 5D 1600-076 Lisboa, Portugal
(+351) 217544000 apoio@fundacao-ais.pt Fundação AIS 1995
Lisboa
https://www.fundacao-ais.pt/uploads/seo/big_1585926010_1526_logo-jpg
15 10
505152304

Notícias

REINO UNIDO: Fundação AIS lança petição para o governo britânico agir em favor dos cristãos da Nigéria

25 novembro 2022
REINO UNIDO: Fundação AIS lança petição para o governo britânico agir em favor dos cristãos da Nigéria
Mais de duas mil assinaturas e o apoio de pelo menos 15 deputados é o resultado, até ao momento, da petição lançada em Outubro pelo secretariado britânico da Fundação AIS em favor dos cristãos da Nigéria, vítimas de ataques terroristas e da violência de grupos armados.

A petição, que tem o apoio de figuras de relevo da vida pública do Reino Unido como Lord Alton, de Liverpool, ou a Baronesa Caroline Cox [na foto com John Pontifex, do secretariado britânico da AIS], procura que o governo de Londres se envolva na defesa dos cristãos da Nigéria por se tratar de uma questão premente de direitos humanos.

A quem pretender assinar a petição é explicado que se pretende com esta iniciativa que o governo do Reino Unido exija “a detenção e a prisão de terroristas”, bem como a compensação “pela destruição de propriedades e meios de subsistência”. O documento lembra que a perseguição religiosa à comunidade cristã não ocorre apenas na Nigéria mas é um problema global que afecta cada vez mais pessoas.

Apesar da violência, ainda “há esperança”, é dito no documento que é proposto para assinatura da petição. Uma esperança que radica no envolvimento dos cidadãos em favor destas comunidades mais atingidas pela violência e preconceito religioso e não permitindo que esta questão possa ser ignorada. “Nós podemos quebrar o silêncio sobre a perseguição religiosa”, pode ler-se também no texto da petição.

PA | Departamento de Informação da Fundação AIS | info@fundacao-ais.pt

Comentários

Deixar um comentário
Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório.

“PERSEGUIÇÃO EDUCADA”

“PERSEGUIÇÃO EDUCADA”



Os cookies ajudam-nos a oferecer os nossos serviços. Ao utilizar a nossa página, concorda com a nossa política de cookies.
Saiba Mais