Fundação de Ajuda à Igreja que Sofre - Fundação AIS
Rua Professor Orlando Ribeiro, 5D 1600-076 Lisboa, Portugal
(+351) 217544000 apoio@fundacao-ais.pt Fundação AIS 1995
Lisboa
https://www.fundacao-ais.pt/uploads/seo/big_1585926010_1526_logo-jpg
15 10
505152304

Notícias

VATICANO: Papa Francisco recebeu Bispo de Pemba, que vai ser submetido a operação oftalmológica no Brasil

18 dezembro 2020
VATICANO: Papa Francisco recebeu Bispo de Pemba, que vai ser submetido a operação oftalmológica no Brasil
O Papa Francisco recebeu hoje de manhã o Bispo de Pemba numa audiência cujo conteúdo não foi revelado pela Sala de Imprensa da Santa Sé. D. Luiz Fernando Lisboa está de viagem para o Brasil onde vai ser submetido a uma pequena operação às cataratas, tendo feito escala em Roma.

A notícia da audiência com o Papa foi recebida com surpresa na diocese de Pemba, sinal de que não estaria previamente agendada. O encontro com o Bispo de Pemba é, no entanto, sinal do interesse do Santo Padre pela situação em Cabo Delgado, região que tem sido palco de ataques por grupos armados que já provocaram mais de 2 mil mortos e mais de 600 mil deslocados.

Ainda recentemente, no início de Dezembro, o Papa Francisco ofereceu um donativo de 100 mil euros para a Igreja local, tema referido por D. Luiz Lisboa na passada terça-feira, dia 15, durante a sua participação numa “conversa ‘on-line’, iniciativa de diversas organizações da Igreja Católica de Portugal sobre esta crise humanitária no norte de Moçambique. A ajuda do Papa – disse o prelado –, tem sido muito importante “para internacionalizar a nossa crise”.

Nesse encontro virtual, o Bispo explicou que em cada um dos acampamentos que foram entretanto criados não só em Pemba mas também noutras localidades, e que acolhem por vezes seis, sete mil deslocados, a situação é muito difícil pois tudo é muito precário. Não há barracas para todos, não há tendas, não há esteiras… “E agora começou a época das chuvas, o que vai dificultar tudo. E isso preocupa-nos muito…”

D. Luiz Lisboa tem sido o rosto do inconformismo face à violência destruidora que se tem abatido sobre Cabo Delgado desde Outubro de 2017. No dia 4 de Dezembro, o Bispo foi mesmo ouvido numa reunião do Parlamento Europeu em que se debateu a situação nesta região de Moçambique, tendo pedido uma resposta “urgente” da comunidade internacional.

Falando em videoconferência desde Pemba, o bispo denunciou então que se está perante “uma tragédia humana” e pediu apoio, tal como a Fundação AIS noticiou, para todas as pessoas que foram forçadas a abandonar tudo o que possuíam e estão agora totalmente dependentes da caridade. “É uma tragédia humana, é uma crise humanitária muito forte porque as pessoas, a maioria, saiu [de suas casas] deixando tudo para trás. Saiu das suas aldeias e deixou tudo para trás. Muitas tiveram as suas casas e os seus bens queimados, muitos perderam ente-queridos, familiares, tem também meninas raptadas… Alguns pais reclamam que há muito tempo não veem as suas filhas, porque muitas meninas foram raptadas….”

Nessa intervenção, o Bispo agradeceu também a ajuda solidária que tem vindo a despontar em vários países, nomeadamente Portugal, Espanha e Brasil, mas alertou para a insuficiência de meios face ao número de deslocados, face à dimensão da tragédia humanitária que se está a viver na região. “Nós queremos agradecer essas iniciativas, mas [é preciso] dizer que ainda não chega porque são 500 mil pessoas… As nossas cidades estão superlotadas e inclusive começam a sair da província, estão já em outras províncias vizinhas e há informação de que já chegaram ao centro do país e até na cidade capital. Então, nós precisamos de apoio, de ajuda, para que essas famílias sejam atendidas condignamente.”

PA | Departamento de Informação da Fundação AIS | info@fundacao-ais.pt

Comentários

Deixar um comentário
Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório.

O TERROR CHEGOU!

Cabo Delgado


Observatório do país

Os cookies ajudam-nos a oferecer os nossos serviços. Ao utilizar a nossa página, concorda com a nossa política de cookies.
Saiba Mais