Fundação de Ajuda à Igreja que Sofre - Fundação AIS
Rua Professor Orlando Ribeiro, 5D 1600-076 Lisboa, Portugal
(+351) 217544000 apoio@fundacao-ais.pt Fundação AIS 1995
Lisboa
https://www.fundacao-ais.pt/uploads/seo/big_1585926010_1526_logo-jpg
15 10
505152304

Histórias de Sucesso

BURQUINA FASSO: rádios, lâmpadas solares e dispositivos de memória com lições gravadas para 800 famílias de refugiados

Apoiar Projecto
18 outubro 2021
BURQUINA FASSO: rádios, lâmpadas solares e dispositivos de memória com lições gravadas para 800 famílias de refugiados
A vida no norte e leste do Burquina Fasso ficou praticamente paralisada pelo terrorismo e pela consequente situação crítica de segurança. A ameaça do terrorismo islâmico está a aumentar e os jihadistas querem estabelecer um califado islâmico na região. Desde 2019, quase um milhão de pessoas foram obrigadas a abandonar as suas casas. As poucas aldeias que ainda são habitadas abrigam milhares de refugiados internos. Mais de mil escolas foram encerradas ou destruídas, crianças e jovens correm o risco constante de serem raptados e recrutados à força como crianças-soldado. As paróquias estão desertas, e os padres e catequistas já não podem viajar, excepto em risco de vida, por isso a situação de segurança tornou-se grave.

A rádio é o meio de comunicação mais importante nesta região. Já era esse o caso antes da crise, uma vez que a maioria das pessoas não sabe ler ou escrever e mesmo aquelas que sabem ler só raramente conseguem ter acesso a livros, que são simplesmente demasiado caros e difíceis de obter. Esta é a segunda região mais pobre do país e o rendimento médio mensal ronda os 60 a 65 dólares. Assim, toda a comunicação entre os vários centros – seja na área do desenvolvimento, educação, trabalho de reconciliação ou aconselhamento de saúde – é feita pela rádio. Mas agora, especialmente, uma vez que a escalada da violência fez com que tantas escolas e paróquias tivessem de ser encerradas, a rádio desempenha um papel ainda mais importante na vida das pessoas. E depois há a pandemia, claro.


Assim, agora, 800 famílias de refugiados católicos, que foram forçadas a fugir dos ataques jihadistas, estão encantadas por cada uma delas ter recebido um rádio, um candeeiros solar e um dispositivo de memória USB, com unidades catequéticas e educativas pré-gravadas para crianças em idade escolar. Estas famílias perderam tudo e estão, em muitos casos, isoladas da vida da Igreja e do acesso à educação regular. Mas a vossa ajuda de 24.000 € – ou 30 € por família – fez uma enorme diferença, fazendo com que eles se sintam muito menos isolados da Igreja e da escola.



Os nossos sinceros agradecimentos a todos os vossos generosos benfeitores.

Comentários

Deixar um comentário
Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório.

Consignação Fiscal

Os cookies ajudam-nos a oferecer os nossos serviços. Ao utilizar a nossa página, concorda com a nossa política de cookies.
Saiba Mais