Fundação de Ajuda à Igreja que Sofre - Fundação AIS
Rua Professor Orlando Ribeiro, 5D 1600-076 Lisboa, Portugal
(+351) 217544000 apoio@fundacao-ais.pt Fundação AIS 1995
Lisboa
https://www.fundacao-ais.pt/uploads/seo/big_1585926010_1526_logo-jpg
15 10
505152304

Projectos

MOÇAMBIQUE: Reparações urgentes na casa paroquial da Paróquia de Bela Vista

Apoiar Projecto
26 outubro 2021
MOÇAMBIQUE: Reparações urgentes na casa paroquial da Paróquia de Bela Vista
Hoje, quase 30 anos depois de o país ter sido devastado por uma selvagem guerra civil, que durou entre 1977 e 1992, grandes áreas de Moçambique ainda não recuperaram deste conflito sangrento. Não só a devastação material generalizada, mas também as profundas cicatrizes espirituais e psicológicas continuam a ser a realidade em grande parte deste país.

No ano 2000, a pedido do Arcebispo de Maputo, uma comunidade de missionários indianos de São Francisco de Sales chegou a este país da África Austral para trabalhar em algumas das regiões mais gravemente afectadas, remotas e subdesenvolvidas e reconstruir as infra-estruturas da Igreja destroçadas – e, mais ainda, as almas humanas traumatizadas.

Os missionários, que agora dirigem oito estações missionárias separadas, tiveram de começar do zero. Durante quase 30 anos antes da sua chegada, não havia missão da Igreja nem evangelização. O regime Marxista no poder era hostil à Igreja, e a fé e a moral estavam "a bater no fundo", como nos dizem os Padres.

Os sacerdotes indianos começaram a reconstruir as igrejas e capelas, mas acima de tudo dedicaram-se ao cuidado das almas, visitando as pessoas em suas casas, proclamando o Evangelho, ouvindo as pessoas, reconfortando-as e consolando-as e, ao mesmo tempo, proporcionando uma simples ajuda prática. "Durante os longos anos da guerra civil, eles tinham sido, literalmente, ovelhas sem pastor. Agora estão gradualmente a regressar a situação mais favorável e a aceitar Cristo como seu Senhor e Redentor", escreve o Pe. Ranjit Tirkey.

Uma das estações da missão ao seu cuidado é a Paróquia de Bela Vista, na província de Matutuine, no sul do país. A freguesia tem uma população de 45.000 pessoas e 16 capelas onde se celebra a Santa Missa. Parte da freguesia situa-se na selva. Dantes era muito difícil chegar a algumas das aldeias, uma vez que as estradas se tornaram intransitáveis na estação chuvosa por causa da lama e dos pequenos rios e ribeiros. Mas agora finalmente há uma estrada alcatroada.

No entanto, os três padres indianos ainda têm de realizar o seu trabalho nas condições mais difíceis. Há pobreza extrema, doenças e globalmente esta é uma região remota e não desenvolvida onde os sacerdotes têm de ser ajudantes e conselheiros do povo, não só nas suas necessidades espirituais, mas também nas suas muitas necessidades materiais. Em suma, têm de ser tudo para todos os homens, apesar da sua própria pobreza profunda.



A sua situação precária inclui, em particular, o seu próprio alojamento. A residência paroquial encontra-se em mau estado e não tem obras de reparação ou conservação há cerca de 20 anos. Há infiltrações no telhado, as condutas de água estão enferrujadas, o depósito de água deixa sair água e as instalações sanitárias estão muito danificadas. Para que se realizem pelo menos as reparações mais urgentes e necessárias, propomos uma ajuda com uma subvenção de 4200 €.

 

Apoie este projecto

O seu donativo irá apoiar este ou outro projecto semelhante.

Comentários

Deixar um comentário
Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório.

Consignação Fiscal

Junte-se a esta causa

Doe 0,5% do seu IRS à Fundação AIS

Histórias de Sucesso



O vosso amor ...

Migalhas dadas com muito amor

"Agradecimento ao Senhor pelo amor que nos tem, pela fé e pela comunhão que existe entre os homens que sentem e vivem o sofrimento dos outros. As notícias que a Fundação AIS nos dá todos os meses, fazem-nos estremecer. O filme que nos é apresentado inquieta-nos, ajuda-nos a descobrir Jesus Cristo no outro, e como ele sofre, não tem pão, está doente, marginalizado, comercializado, transacionado como se fosse um objeto. O grupo dos amigos da AIS de Ribeira dos Frades envia mais um cheque que vai junto com as nossas orações, são migalhas dadas com muito amor. Pedimos ao Senhor da Messe que vos ilumine, que envie o seu Espírito sobre a AIS, seus dirigentes e benfeitores, e a todos os homens de boa vontade."

Um grupo de benfeitores de Portugal
Os cookies ajudam-nos a oferecer os nossos serviços. Ao utilizar a nossa página, concorda com a nossa política de cookies.
Saiba Mais